domingo, 21 de janeiro de 2007

Conheci alguns poemas de Benjamin Prado, poeta contemporâneo espanhol, traduzidos por Marília Garcia na revista Inimigo Rumor número 18, que saiu no meio do ano passado. Gostei muito e muito dos poemas, voltei a eles diversas vezes. E então passei alguns meses sem lê-los. Na semana passada, relendo coisas da revista, me surpreendi com o quanto "Olhando fotos de Anne Sexton (1928-1974)" me remeteu ao roteiro de "Areia", curta que vou dirigir em abril (e cuja primeira versão escrevi em 2003). Fiquei feliz. E descobri coisas novas sobre o roteiro. E a vontade de filmar só aumentou. . Olhando fotos de Anne Sexton (1928-1974) Na primeira foto, Anne Sexton olha o mar. Sabemos que é uma praia da Virgínia, Carolina do Norte, e que é o ano de 48, um dia de sua lua de mel. Tem os olhos semifechados, enquanto ouve o rumor das ondas, o vento que desfaz e volta a erguer as dunas, a água que se move com lentidão, que traça linhas, curvas, esferas. A água que se move como a mão de alguém que escreve a palavra oceano. Na segunda imagem – agora já estamos em mil novecentos e setenta e quatro –, fuma um cigarro perto de uma janela – por alguma razão creio que do outro lado do vidro há um bosque – e observa as figuras formadas pela fumaça: peixes, um iceberg, uma sereia, um anjo gravemente ferido na neve. Nesta foto tem um aspecto estranho, parecido ao de alguém que corre para um vulcão ou ao de alguém que acaba de largar uma faca. Poucos dias depois Anne Sexton vai se matar nesta mesma casa; vai deixar seus anéis sobre uma mesa, na cozinha, e em seguida entrará na garagem com um copo de vodka na mão, ligará o motor do carro – um Cougar vermelho – e o rádio – você imagina o que ela pôde ter ouvido? James Taylor? Grateful Dead? Pink Floyd? – e aguardará a morte. Fecho o livro Você me olha. Sei o que está pensando: - A vida é muito difícil. Uma mulher é um relógio de areia. (Benjamin Prado – tradução de Marília Garcia)

8 Comments:

Anonymous marco said...

É. Areia.

23/1/07 23:06  
Blogger Pesa-Nervos said...

o "outro" é um espaço bacana, legal ver a Paula Rego aqui e reler este poema do B.Prado, abraço,
Franklin

24/1/07 11:41  
Blogger v. said...

poesia cur até segunda-feira.

5/2/07 15:25  
Blogger v. said...

poesia cura até segunda-feira.

5/2/07 15:25  
Blogger cra said...

que ótimo isso.

5/2/07 23:32  
Blogger Simone Iwasso said...

bonito. forte. gostei ;-)

23/2/07 20:27  
Anonymous Juliana said...

belo e forte. gostei muito.

1/3/07 18:29  
Blogger Marco said...

Não esquece daqui...

8/4/07 23:30  

Postar um comentário

<< Home