sábado, 25 de fevereiro de 2006

Desfile Nada é do tamanho do que sinto agora em mim nada do que sinto foi sentido tanto assim só a dor constrói só o amor que dói só mas com amor meu mundo é maior Nada é do tamanho do que já desfila em mim filas de escolas com milhões de tamborins e eu sem ter lugar pra tanto bem e tanto mal tudo isso vem de Pedro Álvares Cabral desde os ancestrais desde os canibais desde os meus avós desde os meus pais desde que nasci acho natural tanta solidão no esplendor do carnaval (letra de Luiz Tatit, música de Ná Ozzetti)

3 Comments:

Anonymous marco said...

e quem chorou... já tem na voz

26/2/06 02:25  
Blogger paulamanzo said...

TEJE INTIMADO!

Cada bloguista participante tem de enunciar cinco manias suas, hábitos muito pessoais que os diferenciem do comum dos mortais. E além de dar ao público conhecimento dessas particularidades, tem de escolher cinco outros bloguistas para entrarem, igualmente, no jogo, não se esquecendo de deixar nos respectivos blogues aviso do "recrutamento". Ademais, cada participante deve reproduzir este "regulamento" no seu blogue.

28/2/06 20:10  
Anonymous marco said...

dez dias de desfile aqui :)

5/3/06 05:24  

Postar um comentário

<< Home